Disciplinas disponíveis

Identificar as principais grandezas de um circuito elétrico e respetiva simbologia.
Enunciar e aplicar a Lei de Ohm.
Identificar os vários métodos de medida usados em eletrotecnia.
Utilizar corretamente os aparelhos de medida.
Calcular erros de medida.
Enunciar e aplicar a lei de Joule.
Identificar as grandezas energia e potência elétrica e respetivas unidades SI e práticas.
Relacionar as grandezas: características de um gerador em vazio e em carga.
Distinguir ligações em série de ligações em paralelo.
Analisar um circuito recorrendo à lei de Ohm generalizada, fazendo os cálculos necessários para determinar as grandezas elétricas essenciais.
Determinar tensões e correntes num circuito recorrendo às leis de Kirchoff.
Montar pequenos circuitos usando placas de ensaio ou kits didáticos adequados.
Dimensionar pequenos circuitos, atendendo às principais características tecnológicas dos componentes a usar.
Analisar as medidas efetuadas num circuito, no sentido de detetar algum tipo de anomalia.
Fazer uma estimativa dos valores a medir usando os conhecimentos teóricos adquiridos.
Enunciar e aplicar os teoremas de Thevenin e de sobreposição.
Identificar a constituição de um condensador.
Definir campo magnético e espectro magnético.
Identificar e explicar o espectro magnético de um íman permanente.
Descrever os campos magnéticos criados pelas correntes elétricas.
Descrever as interações entre campos magnéticos e correntes elétricas.
Explicar o fenómeno da histerese magnética.
Interpretar os circuitos magnéticos e o seu funcionamento.
Descrever a indução eletromagnética e os fenómenos associados.
Definir os conceitos de corrente alternada, período, frequência e fase.
Identificar os diferentes tipos de formas de onda.
Analisar circuitos com diagramas vetoriais para cargas resistivas capacitivas e indutivas.
Analisar circuitos RLC série e paralelo, atendendo ao fator de potência, energias ativa e reativa.
Determinar as potências num circuito.
Calcular capacidades para compensação do fator de potência.
Reconhecer as principais grandezas do sistema trifásico de tensões.
Caracterizar as diferentes bases de numeração.
Representar números nas bases decimal, binário e hexadecimal.
Efectuar a conversão entre decimal e as outras bases e vice-versa, de números inteiros e fraccionários.
Efectuar operações aritméticas em binário.
Calcular o complemento a dois e a um de um número binário.
Representar números binários com bit de sinal.
Efectuar conversões entre o código BCD e o sistema decimal.
Reconhecer a utilização do código ASCII.
Interpretar o sistema de deteção de erros por bit de paridade.
Álgebra de Boole e funções lógicas:
Reconhecer o estado lógico e identificar variável lógica e nível lógico.
Representar as funções lógicas através de tabelas de verdade.
Desenhar o logigrama a partir da expressão lógica e vice-versa.
Descrever os postulados e teoremas da álgebra de Boole.
Simplificar funções lógicas através dos teoremas e postulados da álgebra de Boole e pelo método de Karnaugh.
Desenhar circuitos de lógica combinatória a partir da tabela de verdade ou da expressão de saída.
Noções de higiene e segurança no trabalho - eletricidade e eletrónica
Instalações elétricas - generalidades
Reconhecer a importância do desenho assistido por computador e as suas potencialidades.
Interpretar as normas e as recomendações técnicas específicas aplicáveis à execução de desenhos de construções mecânicas.
Executar desenhos em projeções ortogonais utilizando ferramentas de CAD.
Aplicar os diferentes métodos construtivos dos elementos geométricos, utilizando sistemas de CAD.
Realizar desenhos de conjunto em duas dimensões.
Imprimir os trabalhos elaborados.
Realizar cortes em desenhos a duas dimensões.
Criar bibliotecas.
Manipular corretamente os elementos básicos que compõem a linguagem visual.
Efectuar projeções ortogonais. Distinguir os tipos de linhas utilizadas em desenho esquemático.
Executar o desenho esquemático, por meios manuais, de um circuito elétrico elementar.
Ler e interpretar um esquema de um circuito elétrico simples. Identificar os diferentes esquemas elétricos.
Identificar e aplicar simbologia dos diferentes equipamentos elétricos.
Seleccionar adequadamente a localização dos quadros elétricos necessários na instalação industrial.
Aplicar software específico para desenho esquemático por computador.
Executar de forma correta desenho de esquemas elétricos, utilizando simbologia e normalização adequadas, aplicando diferentes ferramentas: desenho manual e assistido por computador (CAD).
Executar o desenho dos circuitos de alimentação e quadros das máquinas.
Dimensionar e desenhar os quadros elétricos, com observância da legislação.
Executar o traçado do circuito de terra, associando-o sempre à proteção de pessoas e instalações.
Elaborar desenhos de projeto de instalações simples.
Interpretar circuitos de comando e de potência, associados aos automatismos.
Conceber e executar circuitos de automatismos em situações propostas de pequena e média complexidade.
Noções de higiene e segurança no trabalho - eletricidade e eletrónica
Metrologia e controlo de qualidade
Instalações elétricas - generalidades
Automatismos eletromecânicos - contactores
Maquinação convencional
Reconhecer a importância do desenho assistido por computador e as suas potencialidades.
Interpretar as normas e as recomendações técnicas específicas aplicáveis à execução de desenhos de construções mecânicas.
Executar desenhos em projeções ortogonais utilizando ferramentas de CAD.
Aplicar os diferentes métodos construtivos dos elementos geométricos, utilizando sistemas de CAD.
Realizar desenhos de conjunto em duas dimensões.
Imprimir os trabalhos elaborados.
Realizar cortes em desenhos a duas dimensões.
Criar bibliotecas.

Interpretar o desenho técnico como linguagem normalizada de representação e comunicação
Diferenciar os vários tipos de desenho técnico.
Reconhecer as vantagens da normalização no desenho técnico
Identificar as principais normas de desenho técnico.
Identificar necessários à representação gráfica.
Aplicar os principais tipos, fases, meios e técnicas de realização de um desenho de construções mecânicas.
Interpretar as normas e as recomendações técnicas específicas aplicáveis à execução de desenhos técnicos.
Aplicar os diferentes métodos construtivos dos elementos geométricos fundamentais.
Definir conceitos, princípios, métodos e procedimentos da dupla representação ortogonal.
Definir e utilizar corretamente os meios e os materiais necessários à execução de um desenho.
Definir corretamente o posicionamento das cotas.
Colocar corretamente um conjunto de cotas para que a peça fique perfeitamente definida.
Identificar as diversas situações em que se realizam os cortes.
Realizar cortes.
Seleccionar as projeções adequadas à representação de uma peça, em conformidade com a finalidade do desenho.
Executar desenhos em projeções ortogonais e perspetivas, representando-os em esboço ou em rigoroso.
Realizar cotagem dimensional, nominal e funcional, adequada ao dimensionamento, interpretação da funcionalidade ou execução de peças e conjuntos.
Executar desenhos de conjunto simples
Desenho téReconhecer o desenho técnico como linguagem normalizada de representação e comunicação.
Diferenciar os vários tipos de desenho técnico.
Reconhecer as vantagens da normalização no desenho técnico.
Identificar as principais normas de desenho técnico.
Identificar os meios necessários à representação gráfica.
Aplicar os principais tipos, fases, meios e técnicas de realização de um desenho de construções mecânicas.
Interpretar as normas e as recomendações técnicas específicas aplicáveis à execução de desenhos técnicos.
Aplicar os diferentes métodos construtivos dos elementos geométricos fundamentais.
Interpretar conceitos, princípios, métodos e procedimentos da dupla representação ortogonal.
Definir e utilizar corretamente os meios e os materiais necessários à execução de um desenho.
Definir e colocar corretamente um conjunto de cotas para que a peça fique perfeitamente definida.
Realizar experiências e apresentar os resultados com rigor.
Manifestar capacidade de comunicação e de trabalho em equipa. cnico - cotagem
Objetivos:
Manipular corretamente os elementos básicos que compõem a linguagem visual.
Efectuar projeções ortogonais.
Distinguir os tipos de linhas utilizadas em desenho esquemático.
Executar o desenho esquemático, por meios manuais, de um circuito elétrico elementar.
Ler e interpretar um esquema de um circuito elétrico simples.
Identificar os diferentes esquemas elétricos.
Identificar e aplicar simbologia dos diferentes equipamentos elétricos.
Seleccionar adequadamente a localização dos quadros elétricos necessários na instalação industrial.
Aplicar software específico para desenho esquemático por computador.
Executar de forma correta desenho de esquemas elétricos, utilizando simbologia e normalização adequadas, aplicando diferentes ferramentas: desenho manual e assistido por computador (CAD).
Executar o desenho dos circuitos de alimentação e quadros das máquinas.
Dimensionar e desenhar os quadros elétricos, com observância da legislação.
Executar o traçado do circuito de terra, associando-o sempre à proteção de pessoas e instalações.
Elaborar desenhos de projeto de instalações simples.
Interpretar circuitos de comando e de potência, associados aos automatismos.
Conceber e executar circuitos de automatismos em situações propostas de pequena e média complexidade.

Interpretar regras básicas do desenho, promovendo a aquisição de uma postura correta e o desenvolvimento das capacidades de traçar livremente ou com o auxílio de material de desenho.
Exercitar a visualização no espaço, transpondo para o papel as correspondentes projeções, usando os métodos convencionais.
Utilizar a diversa simbologia eletrotécnica, aplicando a aos diversos tipos de esquemas elétricos.
Identificar as principais grandezas de um circuito elétrico e respetiva simbologia.
Enunciar e aplicar a Lei de Ohm.
Identificar os vários métodos de medida usados em eletrotecnia.
Utilizar corretamente os aparelhos de medida.
Calcular erros de medida.
Enunciar e aplicar a lei de Joule.
Identificar as grandezas energia e potência elétrica e respetivas unidades SI e práticas.
Relacionar as grandezas: características de um gerador em vazio e em carga.
Distinguir ligações em série de ligações em paralelo.
Analisar um circuito recorrendo à lei de Ohm generalizada, fazendo os cálculos necessários para determinar as grandezas elétricas essenciais.
Determinar tensões e correntes num circuito recorrendo às leis de Kirchoff.
Montar pequenos circuitos usando placas de ensaio ou kits didáticos adequados.
Dimensionar pequenos circuitos, atendendo às principais características tecnológicas dos componentes a usar.
Analisar as medidas efetuadas num circuito, no sentido de detetar algum tipo de anomalia.
Fazer uma estimativa dos valores a medir usando os conhecimentos teóricos adquiridos.
Enunciar e aplicar os teoremas de Thevenin e de sobreposição.
Identificar a constituição de um condensador.
Definir campo magnético e espectro magnético.
Identificar e explicar o espectro magnético de um íman permanente.
Descrever os campos magnéticos criados pelas correntes elétricas.
Descrever as interações entre campos magnéticos e correntes elétricas.
Explicar o fenómeno da histerese magnética.
Interpretar os circuitos magnéticos e o seu funcionamento.
Descrever a indução eletromagnética e os fenómenos associados.
Definir os conceitos de corrente alternada, período, frequência e fase.
Identificar os diferentes tipos de formas de onda.
Analisar circuitos com diagramas vetoriais para cargas resistivas capacitivas e indutivas.
Analisar circuitos RLC série e paralelo, atendendo ao fator de potência, energias ativa e reativa.
Determinar as potências num circuito.
Calcular capacidades para compensação do fator de potência.
Reconhecer as principais grandezas do sistema trifásico de tensões.
Identificar as razões da utilização do ar comprimido nas instalações industriais.
Explicitar as características necessárias ao ar comprimido para a função.
Indicar as várias fases de produção, tratamento e armazenamento do ar comprimido.
Indicar as suas aplicações gerais.
Descrever os vários tipos de compressores quanto à composição e funcionamento.
Explicitar os problemas de lubrificação, conservação, e manutenção deste tipo de máquinas.
Identificar os campos de aplicação dos vários tipos de compressores.
Identificar os principais componentes de uma instalação de ar comprimido e Indicar as funções dos mesmos.
Descrever as rotinas de conservação das instalações de ar comprimido.
Relacionar os sistemas de acionamento e controlo dos processos industriais com os dispositivos pneumáticos e elétricos.
Identificar os componentes de circuitos electro-pneumáticos.
Explicitar as características dos componentes electro-pneumáticos.
Descrever o funcionamento dos componentes electro-pneumáticos.
Identificar os campos de aplicação dos vários tipos de componentes.
Projectar e implementar circuitos electro-pneumáticos elementares.
Relacionar os sistemas de acionamento e controlo dos processos industriais com os dispositivos pneumáticos e elétricos.
Projectar e implementar circuitos electro-pneumáticos em sistemas automatizados.
Projectar e implementar circuitos electro-pneumáticos em sistemas sequenciais de atuação.
Identificar problemas, e realizar tarefas de manutenção em sistemas electro-pneumáticos.
Descrever as características dos semicondutores.
Distinguir semicondutores tipo P e tipo N.
Explicar as características da junção “PN”.
Efectuar cálculos para a polarização de díodos.
Realizar montagens com díodos e proceder à análise dos circuitos.
Descrever as aplicações dos semicondutores, atendendo às suas principais características.
Explicar os tipos de circuitos usados na retificação e as suas características.
Dimensionar uma fonte de alimentação de corrente contínua simples.
Descrever os díodos Zéner quanto à sua constituição, características e aplicações.
Identificar os díodos para aplicações especiais quanto às suas características e aplicações.
Reconhecer a constituição, tipos e simbologia do transístor bipolar.
Polarizar o transístor e compreender o seu funcionamento.
Relacionar as correntes e tensões no transístor.
Reconhecer o transístor como amplificador de corrente.
Identificar os parametros (α e β).
Identificar as montagens fundamentais: EC, BC, CC.
Analisar as curvas características do transístor em EC.
Traçar a reta de carga estática.
Identificar zonas de funcionamento do transístor.
Interpretar o funcionamento do transístor como comutador.
Verificar o funcionamento do transístor como amplificador.
Interpretar os vários tipos de circuitos de polarização, vantagens e desvantagens de cada um.
Interpretar o funcionamento do transístor em regime dinâmico.
Identificar um esquema equivalente simplificado para sinais, e respetivas equações, com parametros híbridos.
Analisar o amplificador para sinais em EC, BC e CC.
Comparar as características das três montagens.
Caracterizar classes de funcionamento.
Caracterizar o amplificador de potência áudio.
Identificar tipos de acoplamento.
Dimensionar amplificadores.
Caracterizar o circuito amplificador diferencial.
Caracterizar as diferentes bases de numeração.
Representar números nas bases decimal, binário e hexadecimal.
Efectuar a conversão entre decimal e as outras bases e vice-versa, de números inteiros e fraccionários.
Efectuar operações aritméticas em binário.
Calcular o complemento a dois e a um de um número binário.
Representar números binários com bit de sinal.
Efectuar conversões entre o código BCD e o sistema decimal.
Reconhecer a utilização do código ASCII.
Interpretar o sistema de deteção de erros por bit de paridade.
Álgebra de Boole e funções lógicas:
Reconhecer o estado lógico e identificar variável lógica e nível lógico.
Representar as funções lógicas através de tabelas de verdade.
Desenhar o logigrama a partir da expressão lógica e vice-versa.
Descrever os postulados e teoremas da álgebra de Boole.
Simplificar funções lógicas através dos teoremas e postulados da álgebra de Boole e pelo método de Karnaugh.
Desenhar circuitos de lógica combinatória a partir da tabela de verdade ou da expressão de saída.
Portas lógicas:
Identificar os símbolos das portas lógicas.
Descrever o funcionamento das portas lógicas básicas.
Reconhecer a universalidade das portas nand e nor.
Utilizar portas nand e nor para implementar qualquer função lógica.
Famílias lógicas:
Descrever as características das famílias lógicas mais usadas nos circuitos digitais (TTL e CMOS).

Relativamente a codificadores/descodificadores, multiplexers/desmultiplexers, comparadores e somadores/subtratores os alunos devem:

Interpretar o seu funcionamento e aplicações.
Obter a tabela de verdade.
Implementar os respetivos circuitos com portas elementares ou CI.
Flip-flops (biestáveis):
Distinguir circuito sequencial de circuito combinatório.
Descrever o funcionamento do FF com portas lógicas nand e/ou nor.
Representar o FF pela sua tabela da verdade e diagrama temporal.
Reconhecer biestáveis síncronos e assíncronos.
Identificar os biestáveis pelos seus símbolos.
Descrever o funcionamento de circuitos sequenciais através de diagramas de estado.
Contadores e divisores de frequência:
Identificar os vários tipos de contadores, as suas características e funcionamento.
Implementar um contador a partir da sua tabela da verdade.
Utilizar contadores como divisores de frequência.
Registos de deslocamento:
Interpretar o princípio de funcionamento de um registo de deslocamento, as suas características e aplicações.
Interpretar os diferentes modos de funcionamento de um registo de deslocamento quanto à entrada/saída de dados.
Identificar os registos de deslocamento quanto ao modo de deslocamento (à direita e à esquerda).

Objetivos:
Identificar a estrutura típica de um sistema microcontrolado.
Identificar principais características do microcontrolador em estudo.
Identificar os registos de usos gerais e especiais.
Caracterizar as memórias internas e externas.
Descrever o modo de funcionamento das portas de entrada e saída de dados.
Identificar os modos de endereço usados nas instruções do microcontrolador.
Descrever os diferentes grupos de instruções do microcontrolador.
Construir programas que utilizem as instruções de transferência e processamento de dados, assim como as de teste e salto.
Descrever os diferentes modos de funcionamento dos contadores/temporizadores.
Descrever o funcionamento das interrupções no microcontrolador.
Identificar e realizar fluxogramas.
Aplicar as principais instruções do microcontrolador em estudo.
Objetivos
Classificar os autómatos.
Descrever os princípios da programação de autómatos.
Descrever as vantagens e desvantagens de um automatismo controlado por autómato e os outros sistemas estudados.
Identificar os elementos de um sistema automatizado.
Identificar os diversos elementos constituintes de um autómato programável e o respetivo funcionamento.
Identificar e selecionar as diferentes soluções construtivas de um autómato programável.
Identificar os diferentes acessórios de utilização de autómatos.
Distinguir as diferentes gamas de autómatos pelas suas características.
Efectuar a cablagem de um autómato programável.
Utilizar as cartas de expansão para autómatos.
Fazer a ligação das entradas e das saídas dos autómatos a outros componentes.
Identificar e utilizar os diferentes tipos de cartas especiais.
Identificar as linguagens de programação “lista de instruções” e “diagrama de contactos – ladder”.
Efectuar programas de aplicações com operações lógicas, temporizadores e contadores.
Efectuar a descrição do funcionamento de um automatismo recorrendo ao grafcet.
Aplicar a equação geral da etapa na conversão do grafcet ou utilizar outro método.
Utilizar com destreza o software de programação.
Desenvolver pequenos programas para autómatos.
Reconhecer a utilidade dos circuitos sequenciais.
Explicar como iniciar um pequeno projeto recorrendo a um autómato.
Identificar a diferença entre sensores e actuadores.
Objetivos
Reconhecer a evolução dos automatismos industriais.
Seleccionar o autómato em função do automatismo.
Descrever as vantagens e desvantagens de um automatismo controlado por autómato e os outros sistemas estudados.
Fazer a ligação das entradas e das saídas dos autómatos a outros componentes.
Identificar e utilizar os diferentes tipos de cartas especiais.
Identificar as linguagens de programação “lista de instruções” e “diagrama de contactos – ladder”.
Efectuar programas de aplicações com operações lógicas, temporizadores e contadores.
Efectuar a descrição do funcionamento de um automatismo recorrendo ao grafcet.
Aplicar a equação geral da etapa na conversão do grafcet ou utilizar outro método.
Identificar as vantagens da automatização e em particular a utilização do autómato programável.
Utilizar um autómato programável e compreender o seu funcionamento.
Interpretar as diferentes linguagens de programação.
Utilizar software específico de programação de autómatos.
Objetivos:
Distinguir sensor de transdutor.
Identificar a constituição interna, as características específicas e o princípio de funcionamento dos diversos equipamentos de deteção eletromecânica e eletrónica.
Identificar os princípios gerais da transdução.
Identificar alguns transdutores e suas aplicações.
Utilizar transdutores de medida de temperatura, de deformação, de deslocamento e fotoresistivo.
Aplicar sensores: fins de curso, células foto-elétricas, sensores de temperatura, sensores de pressão.
Aplicar corretamente sensores e transdutores, atendendo ao seu tipo de saída.
Escolher o tipo de sensor e transdutor, de acordo com o tipo de aplicação.
Seleccionar, através da consulta de catálogos de fabricantes, os sensores e transdutores a instalar em aplicações reais, tendo em vista a sua automatização.
Realizar um sistema automatizado utilizando sensores e transdutores, aplicando desta forma os conceitos teóricos apreendidos.
Disciplina de Apoio à Formação em Contexto de Trabalho I realizada na empresa sob a forma de estágio.
Reconhecer factos e princípios da utilização de materiais.
Identificar os diversos ensaios aos materiais (destrutivos e não destrutivos).
Identificar os principais materiais metálicos e não metálicos.
Enumerar as principais ligas metálicas.
Reconhecer os diversos tipos de aços e suas aplicações.
Enumerar os diversos tratamentos mecânicos, térmicos e termoquímicos e superfícies dos aços.
Disciplina de Apoio à Formação em Contexto de Trabalho II realizada na empresa sob a forma de estágio.